Histórico paroquial

Durante esses 40 anos de existências muitos foram os motivos para festejar as glórias de Deus, muitas, porém, também foram as dificuldades, todas superadas pela confiança na Divina Providência. Desde nossa fundação a união da comunidade e o empenho dos paroquianos e padres foram o alicerce seguro para a solidificação de nossa igreja. Segue uma linha do tempo dos principais fatos de nossa história:

1970 – Existia uma Capela Santa Teresinha que funcionava embaixo do bloco H da quadra 407 do Cruzeiro Novo, que era assistida pela paróquia Nossa Senhora das dores do Cruzeiro Velho com missas dominicais. Fruto da generosidade destes fieis e sob as orientações dos padres da paróquia que os amparava foi comprado o terreno atual.

1975 – Construído um pequeno salão que servia de capela, no dia 16 de janeiro, o então Arcebispo de Brasília Dom José Newton de Almeida Batista, decreta a criação de uma nova freguesia na quadra 801 do Cruzeiro Novo. No dia 23 de fevereiro a nova capela é entregue aos cuidados de Frei Eustáquio Van Der Werf, da Ordem dos Carmelitas da antiga observância. Neste período é instituída como Paróquia Santa Teresinha.

 


1976 – Aos 31 de março, após a insistente oração do Apostolado da oração, já existente na época, a congregação dos Servos da Caridade recebe a comunidade na pessoa do Padre Lino Della Morte com o cargo de Vigário-Economo.  A casa do padre era a sacristia, seu guarda-roupa era dividido com os paramentos para a missa e sua cama era um sofá, tudo isso por quase um ano inteiro até que se construísse a estrutura necessária.

Padre Lino


1983 – Neste período todas as atenções se voltavam na construção de uma igreja que suprisse os anseios da nova comunidade, muitos paroquianos se doaram, quase que integralmente com suas famílias para arrecadar fundos para a obra, além de mobilizarem quanto a regularização do terreno e não esqueceram do apoio espiritual por meio de vigílias e orações no Santíssimo da capelinha dos padres . Em 31 de agosto recebe a freguesia o Padre Célio Matiuzzo sendo sucedido logo após no dia 21 de novembro do mesmo ano pelo Padre Mário Tarani. Todos Servos da caridade.



1985 – Foi publicado no Diário Oficial o Gabarito que autoriza a construção das obras Sociais e Assistenciais, no dia 12 de fevereiro. Dias após a Paróquia foi entregue nas mãos do padre Armando Brédice, na missa das 19h do dia 24 de fevereiro. Estima-se que nesta época a região já contava com aproximadamente 40 mil habitantes. Neste mesmo ano, sob os cuidados do novo pároco, deu-se a construção do templo, como o temos hoje com algumas diferenças, como por exemplo, um espelho d’água que rodeava toda a igreja, retirado anos após, pelo alto custo de manutenção.


1990 – Deu-se início ao atendimento aos migrantes e do jardim de Infância com capacidade para aproximadamente 380 crianças.

1992 – Aos 19 de março chegaram as Irmãs Missionárias Paroquiais de Santa Teresinha e da Sagrada Face.

1994 – Na celebração das 18h o arcebispo Dom Falcão entrega as chaves da paróquia ao Padre Geraldo Ascari, no dia 13 de fevereiro.

1995 – Aos 30 de novembro dá-se início a construção do Salão provisório da octogonal, Capela Rainha da Paz. Com benção inaugural do arcebispo no ano seguinte.

1997 – No Setor Sudoeste foi iniciada a construção do Salão provisório Bem Aventurado Luís Guanella no dia 16 de julho, onde hoje é a Paróquia São Pio.