BREVE HISTÓRICO DA SSVP

A Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP) nasceu em 1833, em Paris na França, tendo como fundadores um jovem de 20 anos de idade, ANTÔNIO FREDERICO OZANAM, e mais seis estudantes como companheiros. Esses estudantes cristãos, inspirados por DEUS e desafiados por outros estudantes ateus, decidiram unir Fé e Obras e construíram uma nova sociedade baseada no amor ao próximo e na obra de São Vicente de Paulo.

Ozanam e seus colegas saíram a procura de pobres em suas casas, levando‑lhes alimentos, roupas, amor e dedicação. Descobriram no pobre um irmão. Começaram a amá‑lo e servi‑lo como sendo a imagem do próprio Cristo sofredor.
Frederico Ozanam e seus companheiros tomaram como Patrono SÃO VICENTE DE PAULO, conhecido como "PAI DA CARIDADE".

A SSVP tem como finalidade promover a santificação de seus membros pela prática da caridade, a exemplo de São Vicente de Paulo e o Beato Antônio Frederico Ozanam, bem como promover material e espiritualmente os necessitados por meio de visitas domiciliares. Esse grupo, sendo uma organização leiga da Igreja Católica, está espalhado pelo mundo,  presente em aproximadamente 145 países e uma população de mais de um milhão de pessoas, entre homens, mulheres, idosos e jovens, sendo só no Brasil mais de duzentas e cinqüenta mil pessoas.

Os Vicentinos, assim conhecidos, organizam‑se em grupos chamados "CONFERÊNCIAS", em suas Paróquias ou Bairros, para ajudar os que necessitam de qualquer tipo de apoio: MATERIAL ou ESPIRITUAL. Não há carência ou sofrimento estranho a Sociedade de São Vicente de Paulo: doença, anormalidade física ou mental. Os Vicentinos visitam seus assistidos em suas casas, hospitais, asilos, creches, prisões, ou onde estiverem, tendo como fundamento o próprio Evangelho: "EU ESTAVA COM FOME, ESTAVA COM SEDE, ERA FORASTEIRO, ESTAVA NU, ESTAVA DOENTE, ESTAVA NA PRISÃO... E VOCÊ CUIDOU DE MIM" (Mt 25, 35-40).

Como não poderia deixar de ser, a Sociedade de São Vicente de Paulo é consagrada à Imaculada Conceição, a qual é homenageada e honrada em Festa Regulamentar em seu dia: 8 de dezembro.

Hoje no Cruzeiro Novo-DF, existem 04 Conferências Vicentinas: SÃO FRANCISCO DE ASSIS, que se reúne às terças-feiras; SANTA TERESINHA, às quartas‑feiras;  SÃO FÉLIX DE CANTALÍCIO e SANTA FAUSTINA, às segundas-feiras, sempre às 20 horas. A reunião da Conferência SÃO FRANCISCO DE ASSIS e SANTA FAUSTINA  é no Centro Catequético, sendo as demais na sala dos Vicentinos, ao lado do Salão São LUIZ GUANELLA. Na Octogonal, temos a CONFERÊNCIA SÃO LUIZ GONZAGA, que se reúne na Capela Rainha da Paz, atrás do Terraço Shopping, às segundas-feiras, às 20 horas.
Convidamos a todos que venham conhecer e participar desse trabalho caritativo.

São José Cotolengo disse: "SE SOUBESSES QUEM SÃO OS POBRES, OS SERVIRIAS DE JOELHOS".
LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO ! 
Publicado Publicado em Notícias

Terça, 09 Setembro 2014 21:00

Vicentinos

Prestar assistência espiritual e material  aos mais carentes. Na alegria e na simplicidade. É a missão de ANUNCIAR O EVANGELHO.de modo especial ao mais pobres.
A Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP) é uma organização de âmbito internacional. Composta de leigos, fundada em Paris, em 1833, por um dos grandes defensores da promoção humana, Antonio Frederico Ozanam. Seus membros são pessoas como você, homens e mulheres, jovens e crianças; sem a menor distinção de riqueza ou de limitações, não importa qual seja a condição social, étnica ou nacional. Basta que se entendam sobre a mesma finalidade e compartilhem as experiências e a preocupação comum de servir os pobres.

“A característica dos vicentinos é o contato pessoal, humano, com o pobre. Esse contato direto é o que mais se necessita hoje: saber sentar-se junto do pobre, escuta-lo e orienta-lo em sua aflição” (Dom Aloísio Lorscheider).

Conferências:
- São Felix de Cantalício – Segunda-feira às 20h
- Santa Faustina – Segunda-feira às 20h
- São Francisco de Assis – Terça-feira às 20h
- Santa Teresinha – Quarta-feira às 20h
- São Luiz Gonzaga – Sábado às 08h na capela Rainha da Paz. 
Publicado Publicado em Pastorais e Movimentos